A Câmara

Nossa Missão Velha

Data: 11 de Março de 2017

Em fins do século XVII o vale do Cariri era povoado por indígenas da nação homônima, oriundos do planalto da Borborema, refugiados da guerra da repressão que os portugueses moviam contra a coligação de tribos indígenas nordestinas, impropriamente denominada de “Confederação dos Cariris” (1683-1713); efeito tardio da indisciplina e rebelião implantada durante o domínio holandês.

Em defesa e para a pacificação dos indígenas, ocorreram missionários de diversas ordens religiosas. Os jesuítas, agrupando-os, sob sua autoridade eclesiástica, em “aldeias” ou “missões”, criaram, entre outras no sítio Cachoeira, a de São José, que seria a célula-mãe do Município de Missão Velha.

Nestas terras veio estabelecer-se, em 1707, o baiano João Correia Arnaud (descendente do Caramuru), com mulher, nove filhos, parentes e escravos, dando início à colonização da região. Em 28 de janeiro de 1748, sob a invocação de Nossa Senhora da Luz, foi criado desmembrado do curato de Icó, na região dos Cariris Novos, o “curato amovível” das Minas dos Cariris Novos”.

Por provisão do bispo de Olinda, de 3 de maio de 1760, foi autorizada a ereção da Matriz de São José, no sítio da antiga capela do aldeamento indígena, passando o curato a denominar-se desde então, “São José da Missão Velha do Cariri”.

Por volta de 1750, espalharam-se por todo o Nordeste a notícia da suposta riqueza aurífera do vale do Cariri. A fim de que os serviços de mineração tivessem maior eficiência, foi organizada, em 1756, a Companhia do Ouro das Minas de São José dos Cariris, dois anos depois dissolvida, em vista da “pouca utilidade que poderiam dar as ditas minas a quem as cultivasse”.

Desaparecido o interesse do ouro, voltaram-se os habitantes para a agricultura. A fertilidade do solo caririense, suas fontes e rios quase perenes, a fartura de frutos silvestres. foram importantes fatores, que provocaram a afluência de renovadas ondas de povoamento. Seus habitantes tomaram parte ativa na Confederação do Equador (1824) e na revolta de 1831, conseqüência da abdicação de D. Pedro I. O Município de Missão Velha surgiu, desmembrado do de Barbalha, em 1864, completando a 8 de novembro passado o seu primeiro centenário.

Segundo alguns historiadores, o nome do Município é devido ao fato de os jesuítas terem fundado outra missão, passando a ser conhecido como Missão Velha. Gentílico: missanvelhense ou missão-velhense Formação Administrativa Distrito criado com a denominação de Missão Velha, por provincial de 28-01-1748 e ato provincial de 18-03-1748. Elevado à categoria de vila com a denominação de Missão Velha, por provincial nº 1120, de 08-11-1864, desmembrado de Barbalha. Sede no núcleo de Missão Velha. Instalado em Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila aparece constituída de 3 distritos: Missão Velha, Goianinha e Missão Nova.

Elevado à condição de cidade com a denominação Missão Velha, pelo decreto, nº 262, de 28-07-1931. Pelo decreto estadual nº 1156, de 04-12-1933, eferem-se a criação de Riacho dos Porcos. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, a vila é constituído de 4 distritos: Missão Velha, Goianinha, Missão Nova e Riacho dos Porco. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo decreto-lei estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Riacho dos Porcos passou a denominar-se Quimami. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município de Lavras é constituído de 4 distritos: Missão Velha, Goianinha, Missão Nova e Quimami (ex-Riacho dos Porco). Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Goianinha passou a denominar-se Jamacaru. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Missão Velha, Jamacaru ex-Goianinha, Missão Nova e Quimami.

Pela lei estadual nº 1153, de 07-01-1951, é criado o município de Gameleira de São Sebastião ex-povoado de Gameleiro do Pau e anexado ao muicípio de Missão Velha. Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 5 distritos: Missão Velha, Gameleira de São Sebastião, Missão Nova, Jamacaru e Quimami. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960 Pela lei estadual nº 5983, de 26-07-1962, desmembra do município de Missão Velha o distrito de Jamacaru e Gameleira de São Sebastião, para constituir o novo município de Jamacaru.

Pela lei estadual nº 6831, de 05-12-1963, desmembra do município de Missão Velha o distrito de Missão Nova. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Missão Velha e Quimami. Pela lei estaudal nº 8339, de 14-12-1965, o município de Missão Velha adquiriu os extintos muincípios de Gameleira de São Sebastião, Jamacarau, Missão Velha, como simples distrito. Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o muincípio é constituído de 5 distritos: Missão Velha, Gameleira do São Sebastião, Jamacarau, Missão Velha e Quimami.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 18-VIII-1988. Pela lei municipal nº 08, de 02-12-1992, é criado o distrito de Aleixo e anexado ao município de Missão Velha. Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído de 6 distritos: Missão Velha, Aleixo, Gameleira de São Sebastião, Jamacaru, Missão Nova e Quimami. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999. Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 4 distritos: Missão Velha, Jamacaru, Missão Nova e Quimami. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

 

Deixe seu comentário

Câmara Municipal de Missão Velha

Localização

Rua Padre Cícero , S/N
Centro - 63.200--00
Missão Velha - CE
camaramissaovelha@gmail.com

Redes Sociais